Muito Amor, Por Favor - Resenha

Muito amor, por favor! Esse, obviamente, é o título de mais um lançamento da Editora Sextante e minha última aquisição. O livro reúne q...


Muito amor, por favor!

Esse, obviamente, é o título de mais um lançamento da Editora Sextante e minha última aquisição. O livro reúne quatro autores: Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Ique Carvalho e Matheus Rocha.

Quem não conhece o escritor Frederico Elboni? Autor da página "Entenda os Homens", seus textos já conquistaram milhares de meninas e arrasta muitos fãs pelas livrarias. Com certeza já podemos saber, se ele escreveu, pode apostar que vale a pena!

Já o Matheus Rocha, com certeza você já viu algum texto dele espalhado nas redes sociais e talvez nem sabia que era dele. Autor da página Neologismos, lançou seu primeiro livro No Meio do Caminho Tinha Um Amor (o qual ainda não tenho #choremos) e sabendo, como sei, que seus textos sabem se encaixar no coração de qualquer um, pode apostar que vale a pena!

Arthur Aguiar... Nem é preciso palavras né minha gente? Hahaha, brincadeira. Arthur é cantor, compositor, ator e agora se lança com escritor. Muito Amor, Por Favor é sua primeira obra. Vale a pena conferir esse novo trabalho dele.

Não conheço muito sobre o Ique Carvalho, mas gostei muito da escrita dele. 

Sobre o livro: 

Este livro reúne textos que mostram o amor do ponto de vista de quatro jovens que escrevem sobre relacionamentos legítimos e atuais, que souberam se reinventar. Sem medo de expressar seus sentimentos, deixam para trás estereótipos já obsoletos – como o controlador machista ou o piegas choroso – e falam sobre viver a dois e sobre a natureza das relações em todos os seus aspectos. Assim, cada autor reflete sobre o amor representado por um elemento: Arthur Aguiar escreve que “O amor é água”, dizendo que ele é fluido, mas por vezes gelado; ora tempestade, ora profundo. Fred Elboni explica que “O amor é ar”, mostrando a leveza de se amar sem sofrer, da brisa que envolve os apaixonados, mas que por vezes torna-se furacão. Ique Carvalho se debruça sobre quando “O amor é fogo”, que arde, aquece a alma, mas que também pode incendiar até doer. E Matheus Rocha conta que “O amor é terra”, estável, tranquilo, mas que não escapa dos terremotos da vida, que tiram tudo do lugar para que a rotina não o extermine. Um livro apaixonante, para quem ama e para quem quer amar um dia... e sempre.

O AMOR É ÁGUA
Arthur Aguiar escreve sobre o amor quando ele é como a água: pode ser agradavelmente quente ou ferir se ficar gelado e rígido. Por vezes é tempestade, por vezes, calmaria. Mas quando é fluido, torna-se profundo e amolda-se a tudo.

O AMOR É AR
Frederico Elboni fala sobre o amor ar, aquele que é leve, que eleva, faz flutuar. Mostra como é amar sem peso, sem amarras. Mesmo quando vem um vendaval, logo volta a ser a brisa, envolvendo os apaixonados com carinho e cuidado. 

O AMOR É FOGO
Ique Carvalho escreve sobre o amor quando ele é fogo, que arde, arrebata, aquece a alma, mas às vezes incendeia até doer. Pode se manter como brasa por muito tempo, aguardando a chance de ser chama de novo, ou até renascer das cinzas


O livro é dividido em pequenas histórias e nele podemos ver a singularidade da escrita de cada um. Uma leitura leve. É um sentimento em quatro elementos.

P.s: E também, a capa é muito amorzinho! Fala sério! 

Você pode comprá-lo no site da Saraiva: Muito Amor, Por Favor

Gostaram?

Beijos, Mila!! 

Você também pode gostar

0 Comentários

Comente a vontade só não faça algumas dessas coisas:

- Não xingar nenhum dos meus seguidores
- Não postar um comentário ofensivo
- Não ofender o blog
- Não criticar o blog, ou algum comentário. Criticas apenas construtivas.
- Não usar nenhum palavrão.

Tecnologia do Blogger.