O Amor Ao Próximo

Hoje eu vi um vídeo no Facebook que mostrava um ator contando como sua vizinha de 89 anos é um senhora que vai ao hospital várias vezes, ...


Hoje eu vi um vídeo no Facebook que mostrava um ator contando como sua vizinha de 89 anos é um senhora que vai ao hospital várias vezes, chora de medo de ir parar num asilo e não pode mais morar sozinha.

O que ele faz? Cuida dela. Leva-a para morar com ele. Cozinha para ela e a trata muito amorosamente! 

E eu fiquei pensando... Como os mínimos gestos de amor, de compaixão e humanidade podem mudar tanto a vida de alguém como eu tenho certeza que mudou a desta senhorinha. 

Tantas pessoas ignoram os necessitados, os desprovidos, aqueles que precisam. E onde entra o amor ao próximo? Onde entra a caridade? 

E não, não estou dizendo que se você não der algumas moedinhas ou doar um pacote de arroz você não está sendo caridoso, mas se você não puder oferecer algo material, dê sentimento. 

Dê atenção. Converse. Seja amigável. Trate essa pessoa como gostaria de ser tratado. 

E não só com as pessoas, os animais também! Você não pode adotar? Não quer ou não tem condições? Faça como vemos na internet, coloque uma vasilha de água em algum lugar. Cães e gatos de rua sentem sede. Você pode comprar ração? Coloque-a junto da água. Tenho certeza que você se sentirá muito melhor de fazer esta ação!!

Tem um asilo na sua cidade ou perto da sua casa? Que tal ir lá? Converse, faça companhia. Idosos se sentem muito sozinhos. 

Não pode ir lá? Ajude como puder. Doe alimento, roupa, produtos, qualquer coisa que possa ajudar a instituição a fazer daquele lugar, um lugar melhor para eles viverem. 

Você não precisa ser rico para fazer caridade. Só precisa ter um bom coração, que, de alguma forma, você saberá ajudar a quem precisa! 

LEIA A MATÉRIA: Ator adota vizinha idosa

Você também pode gostar

0 Comentários

Comente a vontade só não faça algumas dessas coisas:

- Não xingar nenhum dos meus seguidores
- Não postar um comentário ofensivo
- Não ofender o blog
- Não criticar o blog, ou algum comentário. Criticas apenas construtivas.
- Não usar nenhum palavrão.

Tecnologia do Blogger.