O Coração Sempre Pode Amar Novamente

Que tal eu começar este texto de forma bem clichê? Eu acredito no amor. Acredito sim, e creio que em algum momento, seja ele breve ou nã...


Que tal eu começar este texto de forma bem clichê? Eu acredito no amor. Acredito sim, e creio que em algum momento, seja ele breve ou não, você também já sentiu aquelas borboletas na boca do estômago. Dançando, voando e rodopiando dentro de ti como um sinal da sua visível alegria (ou nervosismo?).
Infelizmente, ou felizmente, após uma decepção o nosso cérebro se programa para rejeitar rapidamente qualquer tipo de relação afetuosa com outro alguém. E é nessas horas que a gente se sente seguro ao saber que ninguém vai poder te ferir, te magoar novamente. Mas posso te jogar um balde de água fria? Vai sim. Porque a gente não escolhe por quem e quando sentir. É involuntário. Como uma amiga me disse, você vai acabar se apaixonando de novo. Talvez não agora, não hoje e nem semana que vem.
E eu te peço, quase imploro, não desista. Não deixe a decepção de um velho coração partido lhe tomar a alegria de amar novamente, de se entregar novamente nessa aventura. De conhecer novas borboletas e dançar e rodopiar com elas.
Mas enquanto este novo amor não chegar, rodopie sozinha na certeza que teu coração também sabe ser feliz sozinho.

"O amor é a força mais curativa do mundo. Nada penetra mais profundo do que o amor: ele cura não apenas o corpo, nem apenas a mente, mas também a alma." 
- Osho

Você também pode gostar

0 Comentários

Comente a vontade só não faça algumas dessas coisas:

- Não xingar nenhum dos meus seguidores
- Não postar um comentário ofensivo
- Não ofender o blog
- Não criticar o blog, ou algum comentário. Criticas apenas construtivas.
- Não usar nenhum palavrão.

Tecnologia do Blogger.